ÁREA RESTRITA
 
O QUE VOCÊ DEVE COMER ANTES DE UMA CORRIDA
Postado em 18/09/2016
O que você come pode determinar o quanto você pode correr.

Cada alimento ingerido tem um efeito determinado no organismo capaz de estimular certas reações e anular outras, tanto para quem deseja uma tarde de ócio como para quem quer um dia treinamento físico.

Mas, se você é uma das milhões de pessoas que saem para uma corrida pelo menos uma vez por semana, é recomendável pensar antes.

Primeiro, pensar no que comer antes de sair para correr. E o que beber para se recuperar quando voltar da corrida.

Seja para uma volta no parque em uma manhã de sábado ou para treinar para uma prova de dez quilômetros, ou uma maratona, o alimento adequado pode fazer uma grande diferença no rendimento.

Quilos e quilômetros

A nutricionista esportiva Renee McGregor explicou à BBC quais alimentos devem ser consumidos, baseados em grupos alimentares, idade e gênero.

Sobre os grupos alimentares, McGregor destaca a importância dos carboidratos e proteínas para a realização de exercícios.

Os carboidratos fornecem energia aos músculos. Mas o problema é que o corpo humano só pode armazenar glicogênio suficiente para correr entre 60 e 90 minutos, dependendo da intensidade e da habilidade do corredor.

Quando estas reservas se esgotam, as pessoas sentem como se tivessem perdido toda a energia. O importante é obter a quantidade necessária de carboidratos sem sobrecarregar o estômago.

Depois de um café da manhã no qual se pode combinar aveia, torradas integrais e ovos mexidos, cerca de duas horas antes de correr, é necessário manter o corpo com os níveis de carboidratos recomendados.

Dependendo da distância, o corpo vai precisar de entre 30 e 60 gramas por hora, que podem ser fornecidas por uma banana (25 gramas) ou uma bebida feita em casa com 300 ml de fruta, 200 ml de água e um quarto de uma colherinha de sal (30g).

Os atletas jovens precisam de alimentos suplementares para ter energia suficiente para fazer exercício e crescer. Vitamina com frutas e leites são uma boa opção.

A quantidade de cálcio de 1.300 mg deve ser mantida, inclusive entre os adultos, já que a densidade dos ossos pode começar a diminuir a partir dos 25 anos de idade.

Para os maiores de 50 anos também é importante aumentar o consumo de proteínas para manter a massa muscular.

As mulheres devem ter cuidado com o ciclo menstrual, já que isto pode afetar o rendimento entre o 1º e 13º dia do ciclo, quando os níveis de estrógeno aumentam, que faz o corpo feminino consumir uma porcentagem maior de gordura e energia.

Quando esta fase passa, começa a ocorrer um aumento de progesterona, que faz o corpo mais dependente dos carboidratos.

A progesterona também causa o aumento da temperatura do corpo, o que faz a mulher sentir mais calor entre 16º e 28º dia do ciclo.

Para depois do exercício, é recomendável uma bebida que contenha carboidrato (para recuperar as reservas de glicogênio), cálcio (para a saúde dos ossos) e proteína (para reconstruir e reparar os músculos). Uma opção pode ser uma bebida de chocolate.

Postado por Esportif / Autor: BBC MUNDO / Fonte: BBC NOTICIAS


VEJA OUTRAS NOTÍCIAS



10/10/2016 - Quer voar nos 5km? Confira quatro tipos de treino para acelerar a corrida
Treinamento com a variação de velocidade, intervalado, de recuperação e o longão...
Voltar a página anterior
Desenvolvido por 

Topo